Ao Som da Chuva

Abril 18 2011

 

E de súbito desaba o silêncio.
É um silêncio sem ti,
sem álamos,
sem luas.
Só nas minhas mãos
ouço a música das tuas.


(Eugénio de Andrade)

 

publicado por DN às 19:07

mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
19

24
26
27
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO