Ao Som da Chuva

Junho 30 2008

Acabei de ler mais um livro que me ofereceram já há alguns anos, um livro que já tinha começado por ler algumas vezes mas nunca terminava.

 

No sábado decidi é hoje, vou começar a lê-lo novamente.... e ontem (às 4h da manhã) terminei de lê-lo.

 

 

Diogo (o filho) e Luísa (a mãe) introduzem-nos no seu mundo muito próprio através de uma permuta de confidências. Diogo nasce. Diogo cresce. Luísa observa-o, em permanente sobressalto. Diogo é diferente. Nas atitudes, nos gostos, na sensibilidade, nas amizades que procura. Sente-se perdido. Não pertence a nenhum lugar. Não se «identifica». Luísa apercebe-se do sofrimento e dos permanentes conflitos íntimos do filho. Mas tem relutância em admitir aquilo que, afinal, sabe. Sempre soube. O instinto de protecção que desenvolve cada vez com mais intensidade resulta num mundo a dois, isolado do restante núcleo familiar. Um mundo que ambos partilham e percorrem numa autêntica via dolorosa. No diálogo franco e livre que sempre mantiveram, só tardiamente as palavras cruamente descodificadoras de tanta amargura aconteceram (Mãe, sou homossexual). 

 

o que fazer quando nos sentimos diferentes?

 

Porque ser diferente não é uma questão de escolha. Vagabundos de Nós aborda o que de melhor e de pior há em cada ser humano, deixando em aberto as pistas para a problemática da condição de não haver escolha.

publicado por DN às 15:03
Tags:

E recomendas a sua leitura?!

:)
manelitocaracol a 3 de Julho de 2008 às 20:36

Recomendo.. concerteza... mas depende muito do estilo que cada pessoa gosta de ler...
DN a 3 de Julho de 2008 às 23:51

mais sobre mim
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19

23
24
25
28



pesquisar
 
blogs SAPO