Ao Som da Chuva

Maio 21 2010

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar!Amar!E não amar ninguém!

Recordar?Esquecer?Indiferente!...
Prender ou desprender?É mal?É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

 

Florbela Espanca

publicado por DN às 13:48

Maio 21 2010

 

 

publicado por DN às 11:53

Maio 20 2010
publicado por DN às 00:33

Maio 19 2010

publicado por DN às 20:16

Maio 19 2010
publicado por DN às 17:17

Maio 19 2010

Estou totalmente pelo avesso.

Não sei se assim me faço verdade

ou fujo do tempo que não me espera mais.

Penso que às vezes é preciso saltar no escuro

para não dizer depois que a estrada passou e os pés não a seguiram.

 

Como dói a expectativa do tempo que não vivemos:

há o medo da volta, o cheiro do mistério,

esse pisar em sensações tão intensas e incertas...

 

Quem dera fechar os olhos e vislumbrar

todas as chaves na sequência que inventamos.

Mas os indícios não revelam onde a ave irá pousar.

De certo mesmo, só o momento em que a ousadia consentiu em voar. Basilina Pereira

 

 

publicado por DN às 13:24

Maio 18 2010

 

um quarto de seculo quem diria...

desejo te td de bom...


Maio 17 2010

Maio 17 2010
Vale apena assitir

Maio 16 2010

 

Ainda pior que a convicção do não
é a incerteza do talvez
é a desilusão de um quase!
É o quase que me incomoda
que me entristece, me mata
Trazendo tudo que poderia ter sido
...e não foi

 

publicado por DN às 23:25

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15


24
27



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO