Ao Som da Chuva

Setembro 11 2009

 

Tantas são as pessoas que vivem, paredes meias, com a solidão…

No fundo, somos todos iguais. Gente desenhada pelos contornos da vida, rasurada, riscada pela adversidade...

A solidão quando se apodera de um coração gera raízes e torna-se num vício.

Solidão busca solidão e, quanto mais nos isolamos, à medida que o tempo passa, mais isolados queremos estar. Quando, finalmente, as pessoas descobrem que a solidão é a sua companhia, o rosto emudece, a alma desanima e uma profunda mágoa parece dominar o pensamento.E, quando a noite se avizinha, os seus corações se toldam, por terem de defrontar mais um instante de solidão.

A minha está aqui, é com ela que vivo. E nos momentos que me visita, deito-me no leito dessa quietude e deixo-me levar pelo carpido do silêncio. Nada mais se faz senão aceitar e partilhar aquele momento. Vencida por ela, passo os braços pelo silêncio e aperto-o de encontro ao meu peito. Sinto o respirar lento e compassado. É um som incomparável, mas ao mesmo tempo audaz e perverso, porque destroça a força da alma. E o silêncio deixa de ser silêncio para ser um baque surdo, cadenciado, ritmado. No entanto, num abraço vão e ingénuo, simplesmente num abraço de silêncio compartilhado, a escurecer em lentos tons do anoitecer, já o tecto se aparta de mim e me abandona, entregue que fico à noite calada. A mansidão se encolhe contra mim e me toma. Então passa a ser dor e algo que corrompe. É como um estar sem vida, sem idade, sem tempo. Apenas nos habita numa eterna cumplicidade. E a escuridão cai sobre tudo e nos envolve como teia. A solidão faz parte do ser humano e creio que o seu valor se traduz na capacidade de nos fazer reencontrar, de nos fazer reconhecer a importância de um amigo, de nos fazer enxergar certas coisas, até então, invisíveis aos nossos olhos. É este o preço de uma vida solitária.


então mas o que se passa contigo? que texto é este? pensava que já tavas bem. pelo menos parece.
Anónimo a 14 de Setembro de 2009 às 10:39

porque escreves em anonimo? para nao saberem quem és?
DN a 14 de Setembro de 2009 às 19:55

sim para não ninguem saber. ninguem tem que saber. não posso?
lol
Anónimo a 15 de Setembro de 2009 às 10:39

podes mas gostava de saber kem é k escreve no meu blog...
DN a 15 de Setembro de 2009 às 15:26

até parece que pelo mail não sabes quem é que escreve. lol vê o mail e logo saberás
Anónimo a 15 de Setembro de 2009 às 16:24

Devias ser esperto(a) o suficiente para saberes que se é desconhecido nao aperece email nenhum...
DN a 15 de Setembro de 2009 às 18:41

ai não? quando respondeste à minha primeira mensagem recebi no meu emai um mail com a resposta. lol mas se puxares um bocado pela cabeça e vires a primeira mensagem e a data vais percber quem sou. lol
Anónimo a 16 de Setembro de 2009 às 09:21

Olá, gostei do testo esta bastante "artístico" para um problema que aflige bastantes de nós, eu sou da opinião que cada vez mais sofrem do mesmo mal acho que são consequencias da sociedade em que vivemos espero que esse sentimento que sentes seja quebrado e te sintas melhor.
Kamykase a 19 de Setembro de 2009 às 16:55

obrigada plo coment...
passa sp que quiseres...
DN a 19 de Setembro de 2009 às 18:20

só, mas... enfim, não sei o que escrever, compreendo, discordo, e tb concordo com o que escreves-te.
Dario a 23 de Setembro de 2009 às 03:45

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15

20
22
24
25
26

27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO