Ao Som da Chuva

Maio 29 2010

 

Há dias um amigo disse-me "desisti do meu blog, ninguém lê,

ninguém comenta"

 

Estive a pensar e... também não recebo muitos comentários e quiçá muitas visitas mas...

Eu não desisto do meu, não escrevo para os outros, escrevo para mim própria, deposito aqui as minhas alegrias e as minhas tristezas, embora um tanto ou quanto disfarçadas... para manter a minha própria privacidade... mas uma musica, uma letra, um poema podem querer dizer tanto quando as palavras custam a sair e os olhos teimam em humedecer...

 

 

 

 

 

 

publicado por DN às 19:31

Maio 23 2010
 
Não é digno de saborear o mel, aquele que se afasta da colmeia com medo das picadas das abelhas...

Maio 07 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gostava de te escrever mil palavras de alegria...

de te desejar mil momentos de felicidade...

 

porque és aquela menina mulher que me fascina,

a boa disposiçao de quem é feliz em cada momento...

a menina que fala horas e horas a fio...

que me faz rir até chorar (tantas vezes)....

 

Chega ao fim mais uma etapa da tua vida...

parece que passou tão rapido...

ainda hà pouco tempo eras aquela menina morena,

com uma cicatriz no labio que andava nas danças de salao.

uma menina que eu nao conhecia mas que me fazia lembrar a minha irmã.

 

uma menina que foi crescendo e que se tornou numa linda mulher...

amiga dos seus amigos, justa, meiga, doce...

 

a bailarina, a desportista...

a rapariga que nao gostava de ler... nem de bebe...

que partilhava o meu gosto por crianças (e o jeitão que ela tem)....

 

Porque não te escrevi uma fita,mas gostaria de o ter feito, deixo aqui as minhas palavras...

 

Segue em frente com confiança, abraça o futuro com determinaçao..

e sê muito feliz agora e sempre....

 

boa sorte....

 


Maio 03 2010

 

Para um rapazito sempre bem disposto e alegre os votos de um feliz aniversario....

Parabens :p


Dezembro 30 2009

Os desejos para 2010...???

 

Encontrar-te e reencontrar-me =)

 

 

 

publicado por DN às 18:27

Dezembro 08 2009

 

Perder uma pessoa, é como perder um bocado de nós...

Sinto-me esburacada, doída, magoada...

 

Fez parte de mim ao longo de toda a minha vida... fui acarinhada e amada ...

custa-me despedir, custa-me dizer adeus...

 

Magoa-me pensar o vazio que vou encontrar naquela casa, naquela vida....

ainda nem consigo acreditar... ainda não consigo perceber o que foi que se passou...

 

Descansa em paz Márinho....

Leva um bocadinho de mim mas deixa tanto de si....

 

 

 

 A vida é a perda lenta de tudo o que amamos.

 

publicado por DN às 13:15

Novembro 28 2009

Um dos meus graffittis preferidos....

 

não conheço o autor... mas sempre que passo nesta estrada digo "vai devagarinho p'ra ver melhor"

 

 


Novembro 11 2009

 

 

 

 

 

Cá dentro não imagino o frio que possa fazer lá fora agora. Olho pela janela e não vejo ninguém caminhando pela rua que passa mesmo em frente, em partes quase impossível de caminhar, cheia de lama e buracos, noutras caminhando sem problemas.
Uma vez mais a chuva bate em minha janela, encosto meu rosto mas não a consigo sentir.
Recordo o caminho que já percorri ate estar aqui hoje e algumas das coisas encontradas, vejo da minha janela algum do caminho que ainda tenho pela frente, tento mas não consigo ver o fim do percurso.
A intensidade da chuva aumenta, ninguém pode decidir o momento em que surge ou quando ira parar.
Olho para o caminho em frente a minha janela e sem esperar vejo surgir ao longe alguém a percorrer o mesmo caminho já percorrido por mim, enfrenta os obstáculos do percurso, cai e volta a levantar-se, não desiste. Tento alerta-lo para o obstaculo que se encontra mesmo a sua frente mas não me ouve e volta a cair.
Cá dentro estou protegida dos obstáculos que possam surgir lá fora, mas nunca saberei o que ainda me poderia ter vindo a acontecer.
Decido continuar meu caminho, abandono a janela em que bate a chuva e dirijo-me para a porta. Ao chegar lá fora encontro alguém todo ferido, como eu em tempos também estava, alguém a quem o verdadeiro rosto era tapado pela lama e que a chuva ao longo do caminho aos poucos lava.
Seguimos juntos o caminho que um dia ambos conhecemos e iniciamos em alturas diferentes e que nenhum sabe qual será o fim.
Caminha-mos faça sol ou chuva, faça calor ou frio, juntos percorremos um caminho que irá
ter ao amanha.

 

Miss Devil


Outubro 06 2009

 

Ponto final parágrafo...

 

Muda de linha...

muda de página...

de capitulo e se possível de livro...


Setembro 23 2009
 
 
Vinte anos depois a dor continua como se tivesse sido ontem…
 
Para os outros foi hà tanto tempo, mas para mim ainda continua tão presente…
Aqueles momentos, os poucos que me consigo recordar… luto constantemente para que nunca sejam apagados da minha memória… gosto de te sentir por perto.
 
Sangue do meu sangue… os mesmos traços… as mesmas iniciais… o mesmo numero de letras… tudo tão perfeito e ao mesmo tempo tão incompleto…
 
A mágoa permanece ano após ano… é uma dor que me irá acompanhar para sempre…
 
Levaste uma parte de mim mas deixaste tanto de ti… tantos sorrisos… tantos carinhos… tanta alegria e tanta tristeza…
 o tempo não estava do teu lado  já é tarde de mais para falar .
Mas é necessário  Que saibas que ...  

 
 
 
Nunca te esquecerei Dina     
Não permitirei que partas do meu coração
Estarás sempre aqui comigo.
 


    

mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO